1º FACE - Apresentação da canção "Marrom" - Compositor: Igor Murilo Santos - Intérprete: Isa Pereira Dias

Seu navegador não possui flash

Get Adobe Flash player

Publicado em 21 de junho de 2010 às 5:30 PM por Rede Anísio Teixeira
Vídeo

A música popular brasileira é, reconhecidamente, o mais brilhante patrimônio cultural do povo brasileiro, ao expressar a incrível diversidade de nossas origens e de nossas formas de manifestação de sentimentos, de idéias e ideais. Assim, o Brasil é tratado pelos especialistas como o celeiro musical planetário. Dificilmente se pode encontrar uma nação com tanta riqueza de ritmos e esta é uma das expressões da grandeza da alma brasileira e baiana, em particular. Os antigos Festivais, evidenciados em finais dos anos 60 e início dos anos 70, promoveram grandes mobilizações estudantis e sociais, revelando grandiosos talentos artísticos e despertando a consciência política, que, de algum modo, ainda continuam inspirando a juventude até a atualidade. Nos anos 80, reaparecem novos talentos também resultantes de Festivais, com uma diversidade rítmica e temática. Esses Festivais reinventaram os rumos da Música Popular Brasileira, assim como imprimiram uma marca na musicalidade brasileira e baiana. Assim, a realização do FESTIVAL ANUAL DA CANÇÃO ESTUDANTIL (FACE) revela uma atitude pioneirada Secretaria Estadual da Educação, ao desenvolver um Festival de música, com caráter educativo, fruto das criações artísticas e culturais provenientes dos contextos escolares, estimulando o surgimento de novos talentos e o desenvolvimento da Músicalidade Brasileira e, assim, promover o refinamento artístico e estético dos jovens e valorizar as raízes populares de nossa cultura. O FACE será realizado em todas as unidades escolares estaduais, envolvendo aproximadamente 1.042.226 educandos e os educadores que atuam nas áreas de Artes e de Literatura. A Secretaria Estadual da Educação (SEC) tem como princípio “assegurar o direito à cultura, à arte, ao conhecimento e à aprendizagem que resultam das relações sócio-espaciais e políticas”, ao “considerar a cultura como a grande matriz do conhecimento”. Dessa forma, a SEC compreende que educar é um ato político e cultural e implica em escolhas de conteúdos e métodos. Educar através das linguagens artísticas consiste em uma das melhores formas para se comunicar com a juventude e chegar mais perto de seu universo, desconstruindo as formas rígidas de ensino e aprendizagem. Um festival da canção, além de fomentar a criação e a autonomia da produção de saberes, estará contribuindo para a criação de um ambiente cultural ativo nas escolas e na sociedade, envolvendo os estudantes num clima de participação e de alegria, no qual a música estará sendo um elo entre os estudantes, as escolas e os municípios da Bahia.

  • Ensino Médio
  • Linguagens e seus códigos
  • Arte
  • Literatura

Compositor: Igor Murilo Santos - Intérprete: Isa Pereira Dias

Superintendência de Desenvolvimento da Educação Básica da Secretaria da Educação da Bahia

Outros

0 comentário(s)