Estado e Desvios Institucionais - Formas de Corrupção: Patronagem, Clientelismo, Nepotismo e Peculato

Publicado em 12 de julho de 2018 às 5:03 PM por EMITEC - Ensino Médio com Intermediação Tecnológica
Vídeo

CONTEÚDO(S): Estado e Desvios Institucionais - Formas de Corrupção: Patronagem, Clientelismo, Nepotismo e Peculato. OBJETIVO(S): Compreender as funções relativas à competência do Estado junto à sociedade. Refletir sobre a importância da lei na sociedade no controle do pode r do Estado e no impedimento de desvios institucionais. Nas sociedades modernas, o conceito de Estado de Direito funciona para conter as tentativas de se desviar as ações de Estado em benefício próprio individual ou de grupos dominantes. Segundo este conceito, a lei estaria acima de todos, inclusive d os representantes do povo, os políticos. Ainda assim é frequente a denúncia da existência dos desvios institucionais. Os desvios das instituições de Estado possuem várias facetas que historicamente podemos exemplificar, tal como a Corrupção: Nepotismo, o Clientelismo (tratar a coisa pública c omo se fosse privada), a Patronagem (relação de “patrão” e “empregado” que se opera na política, esquecendo completamente das funções e leis que regem as relações entre políticos) 

  • Ensino Médio
  • Sociologia
  • Humanas
  • 2ª Série

Adilma Rodrigues, César Mustafa, Gracione Batista, Oyama Lopes

EMITEC - Ensino Médio com Intermediação Tecnológica

6 de abril de 2018

Atribuição-NãoComercial-SemDerivados CC BY-NC-ND

0 comentário(s)