As Crises Sociais e Política do Período Regencial: os Excluídos dessa História

Publicado em 13 de agosto de 2019 às 9:30 AM por EMITEC - Ensino Médio com Intermediação Tecnológica
Vídeo

CONTEÚDO(S): As Crises Sociais e Política do Período Regencial: os Excluídos dessa História. OBJETIVO(S): Avaliar a atuação dos movimentos sociais que contribuíram para mudanças ou rupturas em processos de disputa de poder; Analisar o caráter elitista e violento do Estado brasileiro no período regencial . O período regencial foi um momento agitado no contexto do Brasil imperial. A abdicação de D. Pedro I, associada a descontentamentos políticos, econômicos e sociais, que açambarcavam o país, fizeram eclodir diversas revoltas, uma grande parte delas com intenções separatistas, que puseram em risco a unidade nacional. Dentre as revoltas se destacam: a Balaiada, a Cabanagem, Sabinada, a Guerra dos Farrapos. Com exceção da Guerra dos Farrapos que acabou por meio de negociação, a maior parte das rebeliões foram debeladas pelas forças do governo.

  • Ensino Médio
  • História
  • Humanas
  • 2ª Série

  • Miriã Fonseca
  • Orlando Santos
  • Rodrigo Lopes
  • Selma Reis
  • Terpsychore Quirino

EMITEC - Ensino Médio com Intermediação Tecnológica

16 de julho de 2019

Atribuição-NãoComercial-SemDerivados CC BY-NC-ND

0 comentário(s)