Os espanhóis e a chegada à América: questões de alteridade e a lógica metalista

Publicado em 22 de setembro de 2017 às 6:27 PM por EMITEC - Ensino Médio com Intermediação Tecnológica
Vídeo

CONTEÚDO - Os espanhóis e a chegada à América: questões de alteridade e a lógica metalista.  OBJETIVO - Tal qual Portugal, a Espanha também teve sua formação nacional atrelada à Reconquista da Península Ibérica do domínio muçulmano, entre os séculos XI e XV. No caso espanhol o processo foi mais difícil e tardio do que o de Portugal porque envolveu os interesses de três reinos diferentes, dos quais prevaleceu a influência do Reino de Castela e Leão, que no século XV se uniu ao reino de Aragão através do casamento dos “reis católicos” Isabel e Fernando, que centralizaram a administração dos seus respectivos reinos em uma ação conjunta, dominaram as questões da nobreza feudal, retirando-lhes os títulos e as terras e aliando-se à Igreja Católica, transformaram a Inquisição em um aparelho do estado para exterminar a influência judia e muçulmana. Foi neste contexto que as navegações de Cristóvão Colombo ganharam espaço entre os reis de Castela e Aragão, transformando a Espanha na segunda potência naval ao longo dos séculos seguintes. É dado ênfase, ainda, nessa aula ao identificar permanências históricas do pensamento oriental e ocidental teocêntrico, na mentalidade do europeu medieval e do processo colonial ibérico na América.

  • Ensino Médio
  • História
  • Humanas
  • 1ª Série

  • Rodrigo Lopes
  • Miriã Fonseca

EMITEC - Ensino Médio com Intermediação Tecnológica

24 de julho de 2017

Atribuição-NãoComercial-SemDerivados CC BY-NC-ND

0 comentário(s)