Estudo de Obras e Autores da Segunda Fase Modernista: Jorge Amado

Publicado em 12 de abril de 2017 às 6:24 PM por EMITEC - Ensino Médio com Intermediação Tecnológica
Vídeo

CONTEÚDO(S):Estudo de Obras e Autores da Segunda Fase Modernista: Jorge Amado. OBJETIVO(S): Reconhecer a Literatura como saber cultural e estético, gerador de significação e integrador da organização do mundo e da própria identidade. Jorge Amado foi um dos escritores brasileiros com mais livros vendidos e obras traduzidas, nesse quesito, perde apenas para Paulo Coelho. O baiano escreveu obras de cunho regionalista, enaltecendo o povo, a terra e a cultura local. Com uma linguagem oralizada, o escritor transformou em texto suas preocupações e críticas sociais. Pertencente ao segundo tempo do modernismo, o autor teve suas obras transformadas em novelas, filmes, peças e até quadrinhos. Entre as mais famosas e reproduzidas estão: “Dona Flor e seus Dois Maridos”, “Gabriela, Cravo e Canela”, “Tieta do Agreste” e “Capitães da Areia”. Sua extensa contribuição para a literatura foi reconhecida em premiações, Amado ganhou o Prêmio Camões e o Jabuti. Ainda ocupou a cadeira nº 23 na Academia Brasileira de Letras, cujo patrono é José de Alencar. O autor faz parte da segunda geração do modernismo, marcada pelo neo-realismo regionalista. Sua literatura pode ser dividida em três etapas principais: a primeira tem como temática os problemas sociais, a segunda traz o ciclo do cacau, produzido em larga escala na Bahia, e a terceira tem enfoque no lirismo. A Bahia é muito presente nos textos de Jorge Amado, em todas as fases. O movimento literário teve a contribuição de outros grandes escritores, como Graciliano Ramos, Raquel de Queiroz e José Lins do Rego. No período, a prosa é um gênero muito popular.

  • Ensino Médio
  • Língua Portuguesa
  • Linguagens e seus códigos
  • 3ª Série

Fátima Fonseca, Isabela Dias, Márcia Vieira, Nilma Vieira

EMITEC - Ensino Médio com Intermediação Tecnológica

10 de abril de 2017

Atribuição-NãoComercial-SemDerivados CC BY-NC-ND

0 comentário(s)