A Práxis Ético-política de Aristóteles - Primeiro Ano

Publicado em 27 de setembro de 2019 às 4:23 AM por EMITEC - Ensino Médio com Intermediação Tecnológica
Vídeo

CONTEÚDO(S):  A Práxis Ético-política de Aristóteles - Primeiro Ano. OBJETIVO(S): Identificar o entrelaçamento da Filosofia com questões políticas, pedagógicas, epistemológicas, entre outras, no contexto grego do seu surgimento e nomeação.  Discutir que tipo de relação se estabelece entre ética e política em Aristóteles. Entender as principais questões que nortearam a construção da filosofia aristotélica. Na Política, Aristóteles afirma que o homem é por natureza um animal político, e que a vida na cidade consiste num fato natural. Contudo, ainda que seja natural a tendência a viver em tal comunidade, o que leva o homem a realizar efetivamente a sua natureza política, é o bem viver, a felicidade (eudaimonia), que apenas a cidade que tem em vista o bem comum é capaz de proporcionar. A construção da boa vida na cidade é obra da virtude cívica, na medida em que cabe ao bom cidadão escolher deliberadamente uma mediania, que visa ao bem comum, à eudaimonia. Na Ética, escolher deliberadamente com vistas a um meio termo entre extremos é marca da virtude moral, e atributo próprio do homem prudente, porque moralmente virtuoso. E esse procedimento é identificado com a realização do bem propriamente humano, a eudaimonia, na medida em que Aristóteles define felicidade como "atividade da alma de acordo com a virtude".

  • Ensino Médio
  • Filosofia
  • Humanas
  • 1ª Série

Adalgisa Sales, César Menezes, Fatima Balthazar, Hamilton Queiroz, Margareth Coelho.

Emitec - Ensino Médio com Intermediação Tecnológica

23 de setembro de 2019

Atribuição-NãoComercial-SemDerivados CC BY-NC-ND

0 comentário(s)