A Arte de Ler o Que Não Foi Escrito: Implícito, Pressuposto e Inferências

Publicado em 5 de maio de 2017 às 5:57 AM por EMITEC - Ensino Médio com Intermediação Tecnológica
Vídeo

CONTEÚDO(S): A Arte de Ler o Que Não Foi Escrito: Implícito, Pressuposto e Inferências. OBJETIVO(S): Reconhecer os tipos de argumento (exemplificação, relato, exposição de dados, citação de autoridade) que sustentam o posicionamento do autor em textos de diferentes gêneros, avaliando sua eficácia. No processo de aprendizagem da leitura, a compreensão de implícitos é essencial para se garantir um bom nível de leitura. Em muitos momentos, aquilo que não é dito, mas apenas sugerido, importa muito mais do que aquilo que é dito abertamente. A incapacidade de compreensão de implícitos faz com que o leitor fique preso ao nível literal do enunciado, aquele em que as palavras valem apenas pelo que são, não pelo que sugerem ou podem dar a entender. Assim, muitas vezes, para efetuarmos uma leitura eficiente, é preciso ir além do que foi dito, ou seja, ler nas entrelinhas.

  • Ensino Médio
  • Língua Portuguesa
  • Linguagens e seus códigos
  • 1ª Série

Bárbara Hurst, Márcia Vieira e Maria de Fátima

EMITEC - Ensino Médio com Intermediação Tecnológica

18 de abril de 2017

Atribuição-NãoComercial-SemDerivados CC BY-NC-ND

0 comentário(s)