Coesão: Articulação Textual - Par. 2

Publicado em 6 de junho de 2016 às 5:40 PM por EMITEC - Ensino Médio com Intermediação Tecnológica
Vídeo

CONTEÚDO: Coesão: Articulação Textual - Par. 2. OBJETIVO: Analisar em textos argumentativos orais e escritos o uso estratégico de recursos persuasivos, como a elaboração do título, a explicitação ou a ocultação de fontes de informação, o uso de recursos de assertividade ou atenuação de posicionamentos assumidos. A progressão textual é o processo pelo qual o texto se constrói, com a introdução de informação nova, ligada à informação que já é do conhecimento do leitor ou que lhe é fornecida no próprio texto. Num texto não pode haver apenas repetição de ideias. Tem que haver repetição e continuidade, tem que haver retoma dos seus elementos conceptuais e formais, mas é preciso que apresente novas informações a propósito dos elementos retomados: é este segundo aspecto que faz com que o texto progrida. Os conhecimentos prévios que quem lê um texto tem habilitam-no a poder compreendê-lo. A informação que é dada no texto só é compreensível se o seu leitor tiver os conhecimentos suficientes para poderem servir de base à nova informação que aí é veiculada. Por outro lado, no próprio texto, são dados elementos que depois são retomados para se lhes ligar outra informação: é a forma de o texto ir progredindo.A coesão sequencial pode ocorrer com a reiteração de formas linguísticas. Nesse caso, podem ser destacados na progressão textual os seguintes tipos de recorrências: repetição de termos. A esse tipo de repetição de uma mesma estrutura sintática que a cada vez é preenchida com itens lexicais diferentes dá-se o nome de paralelismo. Um recurso que promove a progressão textual com função retórica ou persuasiva.

  • Ensino Médio
  • Língua Portuguesa
  • Linguagens e seus códigos
  • 3ª Série

Márcia Vieira

EMITEC - Ensino Médio com Intermediação Tecnológica

25 de abril de 2016

Atribuição-NãoComercial-SemDerivados CC BY-NC-ND

0 comentário(s)